Bem Vindo
Saúde

OMS AFIRMA QUE ZIKA AFETA TECIDOS NOS CÉREBROS DE FETOS E DE ADULTOS TAMBÉM

OMS AFIRMA QUE ZIKA AFETA TECIDOS NOS CÉREBROS DE FETOS E DE ADULTOS TAMBÉM

09/03/2016 15h40
Por: Redação
860

Chan confirmou que a zika foi detectado no líquido amniótico e "evidências mostram que o vírus pode atravessar a placenta e infectar o feto". Segundo ela, desde que o Comitê de Emergência foi criado, várias pesquisas reforçaram a "associação entre a infecção de zika e a ocorrência de má-formação fetal e de desordens neurológicas".

 

O vírus também já foi detectado no sangue, no tecido cerebral e no fluido cérebro espinhal de fetos após abortos (naturais ou não) ou em natimortos. A chefe da OMS afirma: a "microcefalia é apenas uma das várias anormalidades associadas à infecção de zika durante a gravidez".

 

Outros casos incluem morte do feto, insuficiência placentária, retardo no crescimento do feto e danos ao sistema nervoso central. Até agora, apenas Brasil e Polinésia Francesa documentaram casos de microcefalia, mas a Colômbia está sob forte vigilância.

Segundo Chan, os especialistas do Comitê de Emergência acreditam que "fortes ações de saúde pública não devem esperar uma prova científica definitiva sobre a associação entre zika e desordens neurológicas".

 
Vírus está se espalhando
 

A chefe da OMS explica que a distribuição geográfica do vírus está se ampliando e o grupo de risco é cada vez maior. Além da picada do mosquito, outro meio de transmissão estudado são as relações sexuais.

A diretora declarou também que "relatos e investigações de vários países sugerem fortemente que a transmissão sexual de zika é mais comum do que se pensava". EUA, França e Itália já registraram suspeitas de transmissão pelo sexo. Entretanto, como já destacou Lyle Petersen, diretor da Divisão de Doenças Transmitidas por Vetores do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças), no caso dos países com forte presença do Aedes aegypti e surtos de zika, como acontece no Brasil, é muito difícil saber se a transmissão se deu pelo mosquito ou por via sexual, sendo o combate ao mosquito a principal ação para evitar a contaminação.

 

A transmissão local foi confirmada em 31 países da América Latina e Caribe, mas todas as regiões do mundo reportaram "casos importados" de zika. Ela acredita que mais casos serão registrados.

 

O Comitê de Emergência "recomenda às gravidas não viajarem a áreas afetadas pelo surto de zika". No caso de mulheres com parceiros vivendo ou viajando para esses países, a recomendação é para o uso de preservativos ou até mesmo "a abstenção de relações sexuais durante a gravidez". Ao público em geral, não é necessário evitar viagens a países com zika ou comércio com essas nações.

 

Veja mais: http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2016/03/08/oms-confirma-que-zika-afeta-tecidos-nos-cerebros-de-fetos-e-de-humanos.htm

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
São Paulo - SP
Atualizado às 16h57
24°
Nuvens esparsas Máxima: 29° - Mínima: 17°
24°

Sensação

19 km/h

Vento

69%

Umidade

Fonte: Climatempo
Bobs
Ayumi
Editais
Municípios
Anúncio
Últimas notícias
Editais
Mais lidas
Anúncio
Editais