Venha você também para o Classificado Folha!
Cidadania

AUTOR DA MORTE DO CABO DA POLÍCIA É PRESO EM OPERAÇÃO POLICIAL EM PARELHEIROS

Manoel Julio Neto era procurado pela Justiça e deve pena até 2037

31/05/2017 16h42
Por: Redação
805

No dia 9 de maio, foi preso Manoel Julio Neto, mais conhecido como Julião, condenado pela mortedo Cabo da Polícia Militar Wilson de Jesus Santos, morto em maio de 2006 na Estrada Engenheiro Marsilac, quando atendia uma ocorrência em parceria com a Cabo PM Kátia, também alvejada pelo criminoso.

 

Em 13 de maio de 2006, Wilson e a cabo Kátia atendiam a uma ocorrência na Estrada Engenheiro Marsilac sobre uma denúncia de um veículo com motor roubado. Depois de averiguar o ocorrido e retornar à viatura, os dois foram recebidos a tiros. O cabo levou vários disparos de arma de fogo, enquanto sua parceira havia sido atingida por outros dois tiros. Sem perceber seus ferimentos, Kátia tentou socorrer Wilson, que já havia falecido quando chegaram à UBS Parelheiros.

 

Em uma operação policial de rotina realizada no Jardim Oriental, no dia 9 de maio, os sargentos Mendes e Humberto e o soldado Cavalcante perceberam que um veículo, ao avistar as viaturas, saiu em alta velocidade pelas ruas do bairro. Mais à frente o motorista abandonou o carro e adentrou a mata, mas foi detido pelos policiais.

 

O indivíduo portava documentação falsa e foi levado à 25ºDP, onde foi identificado como Manoel Julio Neto, procurado pela Justiça devendo pena até 2037 e autor da morte do cabo Wilson em 2006, em um dos primeiros ataques da facção criminosa PCC.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
São Paulo - SP
Atualizado às 01h26
12°
Céu encoberto Máxima: 20° - Mínima:
12°

Sensação

20 km/h

Vento

77%

Umidade

Fonte: Climatempo
Ayumi
Bobs
Fique em casa
Editais
Municípios
Fiqque em casa 2
Últimas notícias
Editais
Mais lidas
Fiqque em casa 3
Editais